Heráldica


Memória Descritiva do Novo Brasão (União das Freguesias de Lagoa e Carvoeiro):


  • Brasão: escudo de azul com duas cegonhas de prata armadas e sancadas de ouro, animadas de púrpura, a da sinistra volvida, ambas com as patas mergulhadas numa lagoa posta em campanha; em chefe meio sol de ouro radiante firmado no bordo; Coroa mural de prata de quatro torres. Liste de prata com a legenda em letras maiúsculas: “UNIÃO DAS FREGUESIAS DE LAGOA E CARVOEIRO".

  • Campanha de prata aguada de azul: é a peça falante que representa uma lagoa, acidente hidrográfico que, pela sua formação nesta região, deu o nome ao concelho e posteriormente à cidade.

  • As cegonhas: são duas, como as freguesias que se uniram. É a ave de maior porte que faz parte da fauna da lagoa – “parte integrante e bem distinta de um conjunto ecológico equilibrado, acompanhando a Lagoa ao longo dos tempos”. As cegonhas apresentam-se “adossadas” (diz-se de duas peças idênticas, animais, por exemplo, que estão no escudo de costas viradas uma para a outra e que, neste caso, interpreta-se em guarda do seu espaço, a lagoa, viradas para fora, para os flancos do escudo). Não foram colocadas “afrontadas” porque heraldicamente diz-se de dois animais, de duas peças idênticas, duas cabeças, por exemplo, colocadas frente a frente, em oposição (e que pela abertura das asas poderia denotar que estariam prestes a entrar em confronto). A primeira referência heráldica desta peça faz-se no 3º quartel do Brasão de Armas do 1º Visconde de Lagoa, Eugénio Dionísio de Mascarenhas Grade, em campo azul, também em número de duas, sancadas e armadas de ouro e de patas cravadas na lagoa, embora não se refiram a qualquer apelido mas sim aludem ao lugar por sugestão do próprio. Armas estas outorgadas por D. Pedro V, pelo Decreto de 02 de Julho de 1861.

  • O Sol: representa o turismo, a nova afirmação socioeconómica da Praia do Carvoeiro, sendo esta localidade uma das zonas do país com maior número de horas de insolação por ano.

  • No esquartelado da Bandeira/ Estandarte da União das Freguesias de Lagoa e Carvoeiro, o ouro simboliza as areias douradas das praias da sua região (freguesia) e o esmalte púrpura representa o vinho que tanto afamou e leva o nome de Lagoa a todos os cantos do mundo.

  • O Brasão tem quatro torres porque o Brasão a extinta Freguesia de Carvoeiro já continha quatro, ao contrário do Brasão da extinta Freguesia de Lagoa que só continha três torres. Sendo o coronel da extinta Freguesia de Carvoeiro mais elevado, teria sempre que ser o escolhido.



Memória Descritiva do Brasão da Extinta Freguesia de Lagoa:


  • O escudo em verde representa a agricultura, actividade económica com fortes tradições na economia da freguesia ao longo de séculos.

  • A Vela de Ouro com Chama de vermelho, simboliza e representa as fábricas de velas de cera, que existiam na freguesia.

  • Um cacho de uvas folhado e com o seu engaço de ouro, a simbolizar a produção vitivinícola, dando origem aos afamados Vinhos de Lagoa.

  • A Infusa de prata, simboliza ás fabricas de olaria.

  • Ponta ondeada de prata azul, que representa as lagoas que secaram, e das quais provem o nome da Cidade.

  • Listel branco com as palavras freguesia de lagoa.

  • Coroa mural de três torres, que representa a freguesia
  • Ponta ondeada de prata azul, que representa as lagoas, que deram o nome da hoje, mais jovem cidade algarvia.



Memória Descritiva do Brasão da Extinta Freguesia de Carvoeiro:


  • O Pórtico é a réplica da Fortaleza que defendeu a praia, com a lápida que certifica a sua idade, representa a defesa costeira.

  • O Rochedo é a falésia ligando o pórtico da muralha ao mar.
  • As Três Faixas Ondodas é o mar donde emerge o peixe.
  • O Peixe, tanto pode ser a sardinha como o atum, simboliza a vida da pesca e em particular as armações de atum e sardinha recenseadas na Praia do Carvoeiro.

  • O Sol representa o Turismo, a nova afirmação sócio-económica da Freguesia. Saliente-se que Carvoeiro é das zonas do pais com mais horas de insolação por ano.

  • A Cabeça de Carmação Negra representa o domínio muçulmano que viria a ser derrotado pelo domínio cristão a Cabeça de Carnação Branca. Daí a diferença dos metais.

  • A Coroa Mural de Quatro Torres, decorre da aplicação da Lei como o admitido para uma freguesia que é vila (Lei nº48/2001 de 12 de Julho).

  • O Azul representa a cor do céu.
  • O Amarelo representa a cor das areias.